segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Momento a parte / Extra momment



Vai aqui, uma pequena reflexão, ja que estamos neste clima de dia das crianças, nada mais justo né?

"Você já parou para pensar que tu em sua volta e ate você mesmo ai, são crianças? Pense, todo esse mundão foi feitos por crianças, crianças essas que desenvolveram habilidades, diferentes talvez, mas que juntas completam essa sociedade que temos e esse mundo que vivemos.
Parece ate estranho, mas perceba que ate o homem mais poderoso do universo, é a p e n a s e simplesmente, uma criança. Então, assim as crianças agem, aja também, seja amigo, companheiro, vá ate o fim, persista, e jamais, jamais desista dos seus sonhos."

Campanha Sacolas sustentáveis

Entre no clima da sustentabilidade!

Mais resistentes e ecologicamente corretas, as sacolas sustentáveis tornam-se mais uma alternativa viável para a preservação do meio ambiente por serem biodegradáveis.
Mais de 100 anos. Este é o tempo que uma tradicional sacolinha de mercado leva para se decompor no meio ambiente. O número assusta ainda mais quando paramos para pensar na quantidade de sacolas plásticas produzidas que são distribuídas em supermercados, utilizadas para armazenar lixo e tantas outras utilidades às quais estamos acostumados.

A exemplo de alguns países no mundo, o Brasil foi mais um a aderir a proibição da distribuição de sacolas plásticas nos estabelecimentos. Parte dos estados do país já tiveram seus projetos de lei aprovados, com a lei entrando em vigor no ano que vem, porém, os estabelecimentos têm que se adequar desde já.

Para conscientizar as pessoas, a alternativa encontrada foi estimular o uso de sacolas sustentáveis, pois além de serem mais resistentes, são reutilizáveis e sua decomposição é mais rápida do que as sacolas plásticas tradicionais.

As sacolas sustentáveis geralmente são feitas de tecido pet ou algodão cru, o que garante sua durabilidade, resistência e reutilização. Tomando as devidas precauções quanto a seu uso, uma mesma sacola retornável pode durar aproximadamente três anos.

Sabão feito com Óleo de Cozinha

Você sabia que a reutilização excessiva do óleo de cozinha utilizado para fritar alimentos produz elementos tóxicos que podem causar doenças degenerativas, cardiovasculares e envelhecimento precoce?
É verdade. Além disso, se você jogar este mesmo óleo na pia ou no ralo, você estará contaminando aproximadamente 1000 litros de água potável dos lençóis freáticos -por gota de óleo descartado. Assustador, não é? Mas então, o que fazer com o óleo de cozinha utilizado?
Você pode reciclá-lo de uma maneira muito simples, eficiente e ecológica, transformando-o em sabão caseiro. Este sabão é biodegradável, ou seja, ele se decompõe por bactérias depois de usado, não causando nenhum dano ao meio ambiente.


Para preparar o sabão, siga os seguintes passos:
1. Peneire o óleo para retirar os resíduos e impurezas;
2. Aqueça o óleo sem deixar ferver;
3. Use luvas e adicione soda cáustica (350ml para cada litro de óleo)
 – Muito cuidado com o manuseio da soda cáustica que é altamente corrosiva e tóxica -
4. Para dar perfume ao sabão, adicione 1ml de aromatizante ou amaciante.
5. Mexa lentamente durante 20 minutos;
6. Deixe descansar por um dia se for cortar em barras;
Após uma semana o sabão está pronto para ser usado.